domingo, 26 de dezembro de 2010

A Cruz e o Sangue

cristo
A Cruz era instrumento de morte para pessoas condenadas, a lei dizia que aquele que morresse na cruz era maldito.
“..porquanto o que for pendurado no madeiro é maldito de Deus; (Dt. 21:23b)

A morte na cruz era lenta, dolorosa e pública. Antes de morrer o condenado era obrigado a carregar sua cruz até o local da execução.
Muita gente estava seguindo Jesus e ele começou a pregar uma mensagem  de comprometimento, renuncia e sacrifício.

“Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome sua cruz e siga-me, Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perde a vida por minha causa, esse a salvará.”(Lucas 9:23,24)

jesus_multidao2

Essas pessoas já tinha visto muitos passarem naquela região carregando uma cruz até o local da crucificação, a pessoa que carregava a cruz estava condenada à morte, e Jesus quando disse estas palavras estava dizendo vocês estão condenados a uma morte eterna sem mim, renunciem a tudo e a todos e sigam-me, sem mim vocês perderão vossas vidas, mas se perderem suas vidam por minha causa, eu lhes darei vida.

“Se alguém vem a mim, e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. E qualquer que não tomar a sua cruz, e vier após mim, não pode ser meu discípulo.”(Lucas 14:26,27)

A Cruz de Cristo fala de dois tipos de morte:
  • Morte Subistitutiva - Jesus morreu por nós: “Mas Deus prova seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.”(Rm 5:08)
Ele assumiu nossa morte para que pudessemos assumir sua vida.
  • Morte Inclusiva – Nós morremos com ele : “Ou, porventura, ignorais que todos nós que fomos batizados(incluídos) em Cristo Jesus fomos batizados(incluídos) na sua morte?” (Rm 6:03)

oracao

Nós morremos com Ele, era disso que Jesus falava para aquelas pessoas, morram comigo, renunciem por amor a mim.
Nós fomos incluídos na cruz de Cristo, ele estava morrendo por nós mas nós também estávamos morrendo com ele, para que pudéssemos também sermos ressuscitados Nele em novidade de vida.

“Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que , como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida. Porque, se fomos unidos com ele na semelhança de sua morte, certamente, o seremos também na semelhança da sua ressurreição.” (Rm 6:4,5)

Viver uma vida considerando a morte inclusiva com Jesus na cruz, nos traz a libertação, a cura, a regeneração, nós traz a vitória contra o pecado, contra a pobreza, contra a miséria, contra toda enfermidade, e todo mal. Aleluia, digam amém a isto! Porque na cruz o instinto do homem caído está crucificado, o sêmen do primeiro homem que nos trouxe a herança maldita do pecado é anulado na cruz, e recebemos a semente de Deus.

“Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática do pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora esse não pode viver pecando porque é nascido de Deus”. (I Jo 3:09)

Para ser reconhecido como filho de Deus, é preciso ir para a cruz, é preciso estar morto para este mundo.

“…sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos; porquanto quem morreu está justificado do pecado. Ora se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos.” (Rm 6:6-8)

Aleluia, entenda a cruz, a cruz diz que Jesus morreu por nós, mas também diz que morremos com ele.

0469h

Na cruz Jesus só entregou seu espírito ao Pai, após derramar todo seu sangue, Ele não derramou um pouco do seu sangue, ou metade do seu sangue, ele derramou todo o seu sangue, ficou na cruz até verter a última gota.

Sangue fala de remissão dos pecados, fala de purificação, regeneração, fala da expiação, por isso Jesus verteu seu sangue em nossa favor na cruz, para que púdessemos permanecer nele.

“Quem comer a minha carne e beber o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Pois a minha carne é verdadeiramente comida e o meu sangue é verdadeiramente bebida. Quem comer a minha carne e beber o meu sangue permanece em mim, e eu, nele.”  (Jo 6:54-56)

ceia

Quem come a carne e bebe o sangue de Jesus, já tem a vida eterna, isto é a vida eterna já começou quando recebemos Jesus, e unimos nossa vida na sua morte na cruz e bebemos o seu sangue, está é  a vida abundante, a vida de Deus: ZOE!

“…eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.” (Jo 10:10)

O Sangue de Jesus nos tráz a sua própria vida, vivendo em nós!

Por maiores que sejam os pecados de um pessoa o sangue limpa e purifica, justifica e restaura toda a personalidade destruída pelo pecado.

“Vinde pois, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã.” ( Isa 1:18)

Nós estavamos longe do Pai, havia um abismo entre nós e o Altíssimo, estávamos destituídos de sua presença, não tínhamos a liberdade de  estar na sua presença e chamá-lo de Papai, mas o sangue de Cristo nos aproximou.

“ Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo.” (Ef. 2:13)

O sangue nos trouxe a Graça, o favor que não merecíamos!

O sangue de Jesus nos deu acesso a presença de Deus, na antiga aliança, o sacerdote entrava no santíssimo lugar uma vez por ano, com sangue de animais, representando toda nação, se o sacrifício fosse aceito, o Senhor liberava mais um ano de perdão.

A expectativa do povo era enorme, eles ficavam orando aguardando a saído do sacerdote, enquanto ele não saia ficávam apreensivos.

O sacerdote Zacarias entrou no santuário para, queimar incenso ao Senhor em favor do povo, e ele se demorou lá, pois recebeu a visita de um anjo, veja como o povo ficou:

arca

“Ora, aconteceu que, exercendo ele diante de Deus o sacerdócio na ordem do seu turno, coube-lhe por sorte, segundo o costume sacerdotal, entrar no santuário do Senhor para  queimar incenso; e, durante esse tempo, toda a multidão do povo permanecia da parte de fora, orando. O povo estava esperando a Zacarias e admirava-se de que tanto se demorasse no santuário.” (Lc 1:08-10;21)

Eles estavam desesperados com a demora de Zacarias pois precisavam da misericórdia de Deus e de mais um ano de perdão.

Quando o sacerdote saia do santuário e o povo podia vê-lo vivo, eles celebravam, faziam festa, toda a nação comemorava mais um ano de perdão.

Mas sabe o que o sangue de Jesus fez por mim e por você, nós deu acesso e uma eternidade de perdão, teremos o perdão de Deus todos os dias da nossa vida, por causa do sangue.

jesus21

Por isso Paulo escreveu:

“Tendo, pois irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus, aproximemos com sincero coração, em plena certeza de fé…” (Hb 10:19-21a)

Glória Deus, a cruz fala que estamos mortos e o sangue diz que temos a vida de Deus.

Temos que celebrar a Jesus a Rocha da nossa vitória por sua grande obra na cruz e pelo seu precioso sangue derramado por nós.

Hoje o Espírito Santo quer aplicar completamente a obra da cruz em nossas vidas, e o lavar regenerador do sangue de Jesus nos dar vida abundânte em todas as áreas.

Recebam esta palavra, permitam que o Espírito Santo toque sua vida, e viva plenamento como filho de Deus, conquistando e prosperando em todos os sentidos.

Aqueles que receberem esta mensagem por fé digam: Amém!




Pr. José Carlos Lopes ( ministração para  a última ceia de 2010 em 26/12/2010)

Um comentário:

Unknown disse...

Muito boa a ministração sobre a cruz