terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Leva-me de volta ao seu Jardim



O Senhor plantou um jardim no Éden, um lugar maravilhoso, ali Ele fez com que crescessem árvores lindas de todos os tipos e também uma nascente de águas para regar as árvores e plantas; e no meio do jardim estavam duas árvores, a árvore da vida e  a árvore que dava o conhecimento do bem e do mal.

Neste jardim Deus colocou o homem para que cuidasse  e nele fizesse plantações; todos os dias quando o vento suave da tarde soprava a voz do Senhor era ouvida no jardim, Ele passeava entre as maravilhas que havia feito e sua presença fazia tudo ficar mais belo e perfeito.

Mas o Senhor passeava naquele lugar porque alguém especial estava ali, então a voz de Deus ecoava no jardim a procura do homem, o ser que Ele havia formado com suas próprias mãos.

Toda a natureza testemunhava o encontro entre Deus e o homem, e aplaudiam, celebravam pois neste relacionamento o homem era revelado como filho do Criador, e o Criador era revelado como Pai.

O jardim era um lugar de adoração, entrega, paixão e devoção, ali o homem tinha a Presença de Deus e tudo o que precisava.

Numa tarde novamente o vento suave soprou no jardim, mas algo estava estranho, o homem não apareceu ao ouvir a voz do Criador…, a intimidade foi perdida… . – Onde é que você está Adão?

O homem respondeu:

- Eu ouvi tua voz, quando estavas passeando pelo jardim, e fiquei com medo porque me encontrei nu. Por isso me escondi.

O homem trocou a intimidade pela independencia, ao comer da árvore que dava o conhecimento do bem e do mal, quebrou a aliança com Deus, então o jardim foi retirado da terra e o homem foi  expulso e impedido de nele entrar.


"Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente,
O SENHOR Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado.
E havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida."
(Genesis 3: 22 a 24)

A natureza que era testemunha daquele relacionamento de intimidade entre o homem e Deus, foi entregue ao sofrimento, entregue a um poder destruidor e encontra-se escravizada e em agonia, esperando ver novamente a glória de Deus manifestada na vida homem.



" Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus.
Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou,
Na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.
Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora."
(Romanos 8: 19 a 22)

Deus não está interessado no quanto somos religiosos, e nem impressionado com aquilo que fazemos, por mais impressionante que seja. O Senhor quer nos levar de volta ao jardim, lugar de adoração,intimidade, devoção e entrega, onde Ele poderá revelar sua glória novamente na vida do homem.

Jesus tornou possível o encontro de intimidade entre Deus e o homem, através da adoração.

"Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem." ( João 4:23)

Observando à Carta a igreja de Éfeso, podemos ver que esta era uma igreja com qualidades excelentes, uma igreja madura, dedicada, firme em propósitos, não suportava pessoas más em seu convívio, lutavam sem desanimar pelas causas do reino, defendiam a palavra e o nome do Senhor, mas havia perdido a intimidade, a paixão, e por isso recebeu uma dura exortação, e ordens de arrependimento, para não perder o status de ser igreja.

" Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.
Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres."
( Apocalipse 2: 4,5)

O Senhor procura por relacionamento e não religiosidade, Ele procura por paixão e adoração em espírito e em verdade.


No livro poético de Cântico dos Cânticos, encontramos uma revelação de como o noivo (Jesus), procura pela noiva ( a Igreja).

A noiva:
“Eu dormia, mas meu coração estava acordado. Então ouvi meu amado bater na porta.”

O noivo:
“Deixe-me entrar, minha querida, meu amor, minha pombinha sem defeito. A minha cabeça está molhada de sereno,  e o meu cabelo está úmido de orvalho.”

A noiva:
“Eu já tirei a roupa; será que preciso me vestir de novo? Já lavei os pés; por que sujá-los outra vez?
O meu amor passou a mão pela abertura da porta, e o meu coração estremeceu. Eu já estava pronta para deixar o meu querido entrar. As minhas mãos estavam cobertas de mirra, e os meus dedos também, e eu segurava o trinco da porta. Então abri a porta para o meu amor entrar, mas ele já havia ido embora. Como eu queria ouvir sua voz!
Procurei-o, porém não o pude achar; chamei-o, mas ele não respondeu.” (Cântico dos Cânticos 5: 2 a 6)

Quando a Noiva rejeita entrar em intimidade com o seu Noivo, e deixa ele esperando do lado de fora, ao se demorar em atendê-lo ele vai embora, deixando seu perfume, sua unção, sua mirra no trinco da porta que estava fechada, há muito tempo a Noiva só tem vivido da unção, do perfume do Noivo, porque suas prioridades são outras, quando ela resolve procurá-lo já é tarde, ele foi embora, a Noiva perdeu o tempo da visitação do seu amado.

Por isso hoje nesta última mensagem do ano no blog, ore comigo:

Senhor, leva-me de volta onde tudo começou, leva-me de volta ao lugar onde me apaixonei, leva-me de volta ao primeiro amor, leva-me de volta ao seu Jardim. Pois estou decidido abrir a porta para você entrar, sem demora, eu abro o meu coração.

Agora adore.

Pr. José Carlos Lopes ( Dez/2011)

2 comentários:

Mariana Pontes disse...

Linda Mensagem, Pr.! Muito edificante! Que o Senhor continue te inspirando com profundidade e simplicidade...
Realmente não podemos perder a essência, não podemos perder a paixão, o primeiro amor. Meu amado, Jesus! Quero Te encontrar no Seu Jardim todos os dias do ano de 2012!
Pba. Mariana Pontes - Cafi Alpha

Adriana Sousa Porto disse...

Que mensagem linda, emocionante!!