sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Porque somos provados?



Deus não nos prova deliberadamente, Ele não tem prazer em nos provar, o Senhor não está nos céus procurando a quem possa provar, na terra.

Pois o Senhor não rejeitará para sempre. Pois, ainda que entristeça a alguém, usará de compaixão, segundo a grandeza das suas misericórdias. Porque não aflige nem entristece de bom grado aos filhos dos homens. (Lamentações 3:31-33)

Mas talvez você pergunte: Porque somos provados?  Porque vem a provação?

As provações  aproximam os homens de Deus, pois sem elas muitos nunca teriam aberto seus corações para o Senhor.

Quando tudo está acontecendo como os homens desejam, muitos não  se lembram do Senhor nem para agradecê-lo, outros lembram do Senhor uma vez ou outra, tem aqueles que fazem tudo certo, mas nunca se preocupam em ter intimidade com Deus, e se estribam na sua justiça própria,  mas quando vem a provação, tudo muda, correm direto para Deus, declaram que tem fé, ficam assíduos aos cultos, lembram de jejuar e orar,  e o coração fica quebrantado.

ASSIM diz o SENHOR: O céu é o meu trono, e a terra o escabelo dos meus pés; que casa me edificaríeis vós? E qual seria o lugar do meu descanso? Porque a minha mão fez todas estas coisas, e assim todas elas foram feitas, diz o SENHOR; mas para esse olharei, para o aflito e abatido de espírito, e que treme da minha palavra. Isaías 66:1-2

Essa declaração do Senhor é tremenda, nada no céu e nem na terra poderia conter a grandeza de Deus, mas uma pessoa quebrantada e temente a palavra, O atraí.


As provações quebrantam o homem, e este recorre a Deus e sua Palavra, e o encontra.

Não adianta murmurar contra Deus na provação, não adianta se irritar, blasfemar, reclamar da situação, o caminho mais curto para sair da provação é o quebrantamento, é recorrer ao Senhor  e esperar Nele.

Como disse Davi:

Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus. Salmos 51:17

Olhando para  Jó, observamos que Deus mesmo dá testemunho desta vida, pois era homem temente, justo, integro e que se desviava do mal (Jó 1:8).

Mas a provação alcançou Jó, por uma permissão de Deus, Satanás toca em seus bens e família, e depois toca em sua saúde, até seus amigos se levantam contra ele, acusando-o de ter praticado iniqüidades.

Jó não acreditava no que estava acontecendo,  não entendia, o porque de tanta adversidade, e passou a questionar Deus, queixando-se do trato de Deus, pois era homem justo e não compreendia a situação.

O silêncio de Deus era o pior para ele, não havia resposta de Deus, Jó então se revolta.

Ainda hoje a minha queixa é de um revoltado; a minha mão pesa sobre meu gemido.  Ah, se eu soubesse onde o poderia achar! Então me chegaria ao seu tribunal. Exporia ante ele a minha causa, e a minha boca encheria de argumentos. Jó 23:2-4

As palavras de Jó refletem o tipo de tormento que podemos esperar de um homem temente a Deus em pleno sofrimento.


Mas Deus continuou em Silêncio.

Não conheço suas provações e nem a causa delas, mas um conselho eu tenho para te dar:

Não seja uma pessoa difícil, seja quebrantada mesmo no silêncio de Deus, pois o quebrantamento irá atrair Deus  e o tempo da provação chegará ao fim.

Uma geração inteira dos filhos de Israel morreram no deserto porque na provação não foram quebrantados, mas se tornaram pessoas de corações duros, duvidaram do caráter de Deus, e desejaram o Egito.

Nas provações cuidado com o que você fala, cuidado com a dúvida, nunca duvide do caráter de Deus, pois isso pode te deixar mais tempo no deserto.

Jó não entendia o que acontecia, e passou a questionar Deus, e até pensou que Deus queria matá-lo.

Mas, se ele resolveu alguma coisa, quem então o desviará? O que a sua alma quiser, isso fará. Porque cumprirá o que está ordenado a meu respeito, e muitas coisas como estas ainda tem consigo. Por isso me perturbo perante ele, e quando isto considero, temo-me dele.
Porque Deus macerou o meu coração, e o Todo-Poderoso me perturbou. Porquanto não fui desarraigado por causa das trevas, e nem encobriu o meu rosto com a escuridão.
Jó 23: 13-17

Deus não nos prova para a destruição, ou para a morte, Ele quer nos levar para um lugar melhor, lugar de prosperidade, lugar de realizações, quer nos levar para um lugar onde as promessas se cumprem.

Entendam as provações vem para nos quebrantar, nos tornar pessoas maleáveis, de bom coração,  cheias de fé e devoção ao Senhor.

Pois nem mesmo nossa justiça própria serve para alguma coisa, ninguém pode questionar Deus porque é temente, integro e justo, Isaías 64:06 diz: … nossa justiça é como trapo da imundícia.

Por mais que sejamos justos e honestos, diante da justiça de Deus,  nossa justiça é um trapo.

Após alguns meses de provação Jó recebe a resposta de Deus.

DEPOIS disto o SENHOR respondeu a Jó de um redemoinho, dizendo: Quem é este que escurece o conselho com palavras sem conhecimento?  Agora cinge os teus lombos, como homem; e perguntar-te-ei, e tu me ensinarás. Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faze-mo saber, se tens inteligência. Jó 38:1-4

Deus se manifesta a Jó, repreendendo-o por seus questionamentos, e por sua justiça própria e ele humildemente reconhece suas fraquezas.

ENTÃO respondeu Jó ao SENHOR, dizendo: Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido. Quem é este, que sem conhecimento encobre o conselho? Por isso relatei o que não entendia; coisas que para mim eram inescrutáveis, e que eu não entendia. Escuta-me, pois, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás. Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos. Por isso me abomino e me arrependo no pó e na cinza. Jó 42:1-6

Jó quebrantado reconhece a soberania de Deus, e se arrepende diante Dele, e ao invés de se vingar dos seus amigos acusadores, ora por eles, pois Deus também repreendeu os tais amigos, e os enviou para que Jó orasse por eles.

E enquanto Jó ora por seus amigos Deus muda a sua sorte e lhe dá o dobro de tudo que antes possuíra.

Reconheça a soberania de Deus, Ele pode fazer comigo e com você o que bem entender, pois a nossa vida, veio Dele, na provação mesmo que vc não entenda o porque, entregue-se a Deus, e declare que Ele pode tudo, e nada pode impedir seus propósitos.


Se Ele está te provando, é porque algo em você precisa ser mudado, quando for orar não ore para que Ele te tire da provação, ore para que ele te mude, e então você verá as situações sendo mudadas diante dos seus olhos.

Você não está sozinho na provação, você tem o Espírito Santo, Ele é um Deus pessoal, a terceira pessoa da Trindade veio para morar no seu interior e te ajudar em suas fraquezas, te ajudar nos tempos de provação.

E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos. E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou. Rm 8:26-30

Nesses tempos de provações não sabemos como orar, as vezes não temos palavras para expressar nossa dor, nossa preocupação, ficamos procurando palavras para tentar chamar a atenção de Deus, e então ficamos desesperados, mas é neste momento que um Deus amigo e pessoal chamado Espírito Santo quer te auxiliar, quer te ajudar nas provações, te ajudar nas fraquezas.

Paulo escreve que o Espírito Santo intercede por nós sobremaneira com gemidos inexprimíveis, talvez  você fique imaginando que então o Espírito Santo em algum lugar fique gemendo por você, enquanto você faz outras coisas, ou se ocupa com a provação. Não é assim, a intercessão do Espírito Santo só acontece quando permitimos que através de nós Ele crie uma linguagem sobrenatural de oração: os gemidos inexprimíveis. Esta é uma das razões que no dia de pentecostes o Espírito Santo veio e repartiu entre os que estavam no cenáculo linguas como de fogo. (Atos 2) Este é um dos motivos que recebemos o batismo com Espírito Santo e falamos em outras línguas, esta linguagem não nos foi dada para medirmos o nível de “unção” que temos, ou para ver quem fala mais bonito e mais alto, não senhores, recebemos o batismo com o Espírito Santo e falamos em outras linguas para sermos edificados para um propósito, para que o Espírito Santo venha nos auxiliar nas fraquezas e principalmente no tempo de provação.

Quando acabarem seus argumentos, suas palavras, suas queixas, e não souber mais orar como convém, permita que o Espírito Santo ore através de você segundo a vontade de Deus,  então neste ambiente de oração sobrenatural, todas coisas irão cooperar para o teu bem, e as provações servirão para te conformar a imagem de Jesus, você será transformado, pois aquele que ora em outras linguas não fala com homens fala com Deus.

Se você dedicar sua vida na oração sobrenatural através do Espírito Santo, seu tempo de provação será menor, porque você ficará pronto para o propósito de Deus muito mais rápido do que aquele que não ora em outras línguas.

Quando minha mãe comprava bananas na feira, e não estavam maduras, não estavam prontas para comer, eu lembro que ela envolvia algumas bananas num jornal e colocava dentro do forno, dois dias depois essas bananas estavam maduras, prontas para serem comidas, enquanto as outras que ficaram na fruteira ainda estavam verdes.


O Espírito Santo faz o mesmo em nós quando dedicamos tempo diariamente para orar em outras línguas, ficamos prontos rapidamente,  aprendemos rápido, as provações  não permanecem tanto tempo em nossas vidas, pois estamos quebrantados, pois o Espirito Santo nos ensina, Ele é nosso mestre, quando estamos orando em outras línguas, o Mestre está ativo dentro de nós, e recebemos revelação e entendimento.

Não questione mais suas provações, nem reclame, não abandone a fé, não deixe seu coração endurecer, antes reconheça a soberania de Deus, quebrante-se o mais rápido possível, e peça ajuda ao Espírito Santo.

Enquanto a canção é ministrada, quebrante-se diante do Senhor, Ele te conhece e entende, arrependa-se das palavras ditas com raiva e revolta em meio a provação. Este é teu momento…

Pr. José Carlos Lopes (Ministração do culto seminário de unção – 16/02/2011)

2 comentários:

nadiarabuba disse...

Linda mensagem Pr!

Anônimo disse...

que bela mensagem, pastor José Carlos, que o Senhor continue te usando poderosamente, ah, o senhor é de Campinas-SP?